Arquivo da tag: poema

Conto de Terror – CIÚMES DO GATO- JJ DE SOUZA


…O amor para mim é tudo na vida, todo o resto é secundário, todo o resto é um grande imaginário, uma mentira, amor, amor de pai, amor de filho, mas sempre amor, as pessoas ficam atrás das profissões, do dinheiro, de valores, de motivos inúteis para viver…” (jj de Souza) – trecho desse conto de terror que mistura amor, paixão, ódio, relacionamento, ternura, etc… espero que leiam e, se puderem, comentem.

Link para o poema no site do autor:  JJ DE SOUZA- CIÚMES DE GATO

blogs: LIVROS E EU

MÉDICO JOSÉ

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, POESIA, vídeo

Poesia de Milena Medeiros – INÉDITA


INÉDITA

Poesia para ti…

“Por vezes várias
te vi
e não te escolhi
quis
esse destino,
brincalhão
e intempestivo,
criar ilusões…
e foi logo à ti,
paixão,
inventar situações?

(Milena Medeiros – inédita – 26/10/2012 – 18:00h)
(sem título—desejo que você coloque o título para que eu possa publicar)”

———–
NOTA DA AUTORA:

Como, a quem pedi o título, até hoje não houvera opinado, resolvi lançar o poema com o mesmo título provisório – “INÉDITA”

Mii 12/11/2012 – 22:10 horas

Publicada no Recanto das Letras

Enviado por Milena Medeiros em 12/11/2012
Código do texto: T3982742
Classificação de conteúdo: seguro

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, orkut, POESIA, saudade e lembranças no orkut

Poesia de Negra Noite- NEM TENTAR


Não adianta
querer tirar-me de você
Sou tatuagem
estou marcada
em tua pele
em brasa e ferro.
 
Não tente
duvidar
deste amor
que é pequeno
mas forte
que te levará
a nocaute
se não souber
se manter vivo.
 
Nem tentar
tirar-me de ti
e deixar-me à deriva
no oceano de ti.
Eu continuarei
somada aos teus desejos
impondo-me
aos teus delírios
em quaisquer madrugadas…
 
Não,
Não adianta mesmo!
 
Sou tua alma
embora negra
sou tua
em vida
em morte
em tudo!
 
(Negra Noite-11/11/2012- 12:45horas)

2 Comentários

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA, saudade e lembranças no orkut

Poesia de Marquês Rocco Sade-CARINHOSO


Carinhoso

Hoje não quero paixões calorosas
estou meio assim.
Uma brisa suave entrando
pela minha janela me basta,
um aconchego, cheiro nos olhos.
Nada de excentricidades
nada! nada! nada!
Quero toques com suavidade
sem sofreguidão.

 

Sem tempestades,
mas uma garoa no telhado.
Sorriso sem explicação,
abraços acolhedores,
beijos sem mordida.
Chegada sem partida.

(Marquês Rocco Sade)

Este poema foi autorizado pelo autor via Email em 11 de outubro de 2012

Veja o poema publicado pelo Marquês Rocco Sade no Recanto das Letras.

Link: CARINHOSO

NOTA: Este colega de poesias está ausente, sem maiores explicações. Não temos nenhuma notícia dele, mas, pelos textos anteriores, vimos que publica em determinada época do ano, então, acreditamos que o veremos novamente só em 2013 em meados de setembro ou outubro.

Até lá, sádico-amor… você foi muito, mas muito amigo mesmo e gostei dos vários momentos em que pudemos compartilhar textos, vídeos, histórias e nosso Dueto que parou na parte 11 em 10/outubro/2012.

Com saudade e também com esperança de vê-lo novamente escrevendo seus belos textos naquele site. Estaremos todos ansiosos para entendê-lo (será que um Sade poder-se-ía ser entendido???) e novamente compartilhar bons momentos contigo.

(a) Negra Noite

 

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Poesia de Heidn Cardoso-SE VOCÊ VIESSE


SE VOCÊ VIESSE

Ah se você viesse

Disposta para o que desse

Os dias de luz

Seriam ainda mais azuis.

 

Seus sorrisos fartos

Seriam o meu prato

Fonte de todo alimento

 

Já não haveria mais tormentos

E nas noites de movimento,

Mover-me-ia pelas vias de seu corpo

 

E desfalecido, mas nunca morto

Repousaria o cansaço do gozo

Em seus braços e em seu colo

 

E de um só modo

Recitaria todas as rimas

Produzidas pelo seu clima

Traduzindo em versos

O que ainda não tem nome

 

Seria eu o seu homem

E eu a chamaria de minha

 

Mas, pelo que vejo

Poder não há nesse desejo

Vez que força ele não tem

Se de fato e até mesmo de direito

De modo algum você vem.

(Heidn Cardoso-15/02/2011)

Link para o poema publicado no Recanto das Letras:

SE VOCÊ VIESSE – por HeidnCardoso

Heidn Cardoso é um poeta que conheci há pouco, navegando pelas páginas do Recanto das Letras.

Não há um perfil disponibilizado, a não ser que é de Salvador/BA. Tem 26 textos naquele site.

Eu gostei desse poema, ao ler vários deles. Solicitei a permissão para postar aqui e este forneceu-me, enviando o texto em sua íntegra, conforme publicado acima.

Agradeço ao poeta, deixando meus sinceros votos de muita inspiração e sucesso!

(a)Milena Medeiros- 26/10/2012

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, POESIA

Poesia de Milena Medeiros – ABRAÇA-ME


ABRAÇA-ME

ABRAÇA-ME
COMO SE NUNCA TIVESSE ME VISTO
EMBORA NÃO TENHA ME VISTO REALMENTE.

ABRAÇA-ME SUAVE
E DEPOIS APERTA-ME COM FORÇA
COMO SE EU FOSSE DESAPARECER

ABRAÇA-ME
E DEIXA-ME FORA DE MEUS MEDOS
DE MEUS MISTÉRIOS E CREDOS

ABRAÇA-ME
COMO SE SOUBESSE
QUE O AMANHÃ NUNCA VIRÁ

ABRAÇA-ME
ASSIM
COMO SE EU FOSSE TÃO IMPORTANTE A TI…
(milena medeiros-11/10/2011)
Publicado no Recanto das Letras sob Código do texto: T3270766

 

Este post foi reeditado em 13/12/2012  pela autora devido o vídeo que estaria anexado a este post foi excluído quando o canal saiu do ar, no Youtube, por milenamdiego

Deixe um comentário

Arquivado em abraço, eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, poema, POESIA

Poesia de Milena Medeiros- À MINHA MANEIRA // vídeo musical- À mi manera – Gipsy Kings


 

A MINHA MANEIRA
Se tu estiveres 
em algum lugar
e de pronto
sentires algo
uma lembrança
um som
um sussurro
um aroma 
que te traz
suaves lembranças
suaves melodias
suaves recordações…
é que alguma vez na tua vida
amou alguém
prá valer
e isso afeta todo
o Universo.
O registro fica citado
indelével
como digitais virtuais…
É assim que essa corrente
elétrica
traz o ser amado
ao nosso âmago.
O peito se enche de dor, talvez
se esse amor já faz parte de um passado.
Talvez, um suspiro, algo poético
se ele está de alguma maneira
fazendo parte do seu dia a dia.
Então
se escute
se sinta
não deixe passar esse momento
e viva à sua maneira como eu vivo
à minha maneira!
(Milena Medeiros-13/12/2012-02:12 horas)
Post reeditado pela autora, ingressando o poema feito especialmente inspirado por essa melodia, nesta data.

 

Publicado no Recanto das Letras

 

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos