Arquivo do mês: setembro 2012

Poesia de Milena Medeiros – UM PEDAÇO DE SOLIDÃO


uma flor esmaecida presa à cerca

UM PEDAÇO DE SOLIDÃO

Ficou
dependurada na cerca
da imaginação
um pedaço
de um pobre coração
Despedaçado
como pétalas de flor
soltas aos ventos…
Ficou, ao sol poente
de um dia qualquer
desses que não se marcam
nas agendas do pensamento.
Ali, definhou…
Amarelecido pelas horas
que não passaram
ou passaram em vão…
Somente uma estrela
soberba
ao céu sem lua
chorou…
Foram as suas lágrimas
que esse coração salvou…
De pedaços caídos
ao chão batido
um pequena flor
de colorido esmaecido
como a lembrar saudade
vingou…
Deu frutos de amor
e enfeitiçou a lua
daquela meia noite
sem cor…
É pelas altas horas
de uma madrugada fria
que se notam acima
a lua a brilhar
a estrela a piscar
e um cometa passar…
O AMOR, EMBORA EM PEDAÇOS, TRANSFORMA O CÉU, A TERRA E O MAR EM UM PEQUENO UNIVERSO DESTA GRANDE GALÁXIA!
(Milena Medeiros-29/09/2012)

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Poema de Milena Medeiros- POEMAETEU (Receita de Hoje)


Na receita de hoje

Deixo separados

um amor gostoso
de uma paixão frenética.
Vão todos juntos
carinhos e olhares acintosos
um bocado de tempero
E alguns beijos estalados…
Numa porção
de atitude
mexo a atenção
os gestos não banais
e uma boa dose de riso
do cotidiano de nós dois.
Depois,
para não perder a forma,
Alguns bocados
de toques leves e suaves.
Aprimoro com um gosto
de quero mais
apimentado de desejos inconfessos…
Não deixo esmorecer
sem os cuidados necessários
para que mais tarde
rendam quitutes deliciosos.
É essa a receita
de um grande amor
para durar uma vida inteira!

(Milena Medeiros-28/09/2012)

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Vídeo com cenas de filme e a tradução da música: In Joy And Sorrow


… Meu lar é você! (anasereiad)

Deixe um comentário

Arquivado em Música, vídeo, vídeos

Surf, mar, ondas… vídeo com tradução da música All over the world


Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música

Vídeo com tradução da música -CEDO OU TARDE


1 comentário

Arquivado em Música, vídeo, vídeos

Vídeo com tradução da música: Eyes Without A Face


Amamos o que pensávamos que a pessoa era.

Quando descobrimos finalmente a mentira, é como se os olhos antes amados perdessem toda a expressão (Jan Acordes)

 

Deixe um comentário

Arquivado em Música, vídeo, vídeos

Maru- da Argentina recomendou os poemas de Enrique Momigliano


Fui pesquisar e achei um blog de Enrique Momigliano– compartilho nesse link

Vi também essa música, que sempre gostei, El Sonido Del Silêncio- Paul Simon & Art Garfunkel

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, POESIA

Poema erótico de Negra Noite- CADELA NO CIO


CADELA NO CIO

sinto algo em mim
uma vontade incontrolável
quero ser possuída
como uma cadela no cio
sem meias voltas
assim,
no meio-fio!

*Negra Noite-26/09/2012- 15:55 como comentário para o texto “Cão no cio” de Marquês Rocco Sade- no site: Recanto das Letras

1 comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Poesia de Negra Noite- TE QUERO


Te quero à toda prova

do mundo nosso amor

dar a volta.

Quero teus beijos

À preencher-me toda

e com eles saciar nossos desejos

Quero que provoque arrepios

com teus dedos e língua

Mexa com meus brios.

Faça do lar

nosso ninho de amor

sem ninguém a atrapalhar.

Sê um marido exemplar

honesto no trabalho

e um macho na cama!.

25/09/2012

1 comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

William Kenupp – Cadê você amigo?- Dê notícias!


William Kenupp- canal no Youtube-2011William Kenupp, aonde estás? Porque não nos procura?

Seus amigos, embora virtuais, sempre te amaram pelo que é como pessoa.

Sinto tua falta, amigo, demais.

Olho as tuas fotos, guardadas com carinho, aqui no meu computador, e sempre vem a mesma pergunta: “aonde estás?”

Não demore, nos procure.

Bjusss

mii, com muita saudade de ti

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros

Vi esse poema através de citação de blog no Google+/ Fábio Baptista


Tenho um baú velho dentro de meu peito… Este baú que possuo, outros chamam de coração. E é neste baú que carrego no peito onde guardo meu maior tesouro. Este tesouro a maioria chama singelamente  de… Amor.

By: Fábio Baptista

Deixe um comentário

Arquivado em POESIA

Ouvi hoje e recomendo- Evie – Johnny Mathis / segue letra e tradução


Evie – Johnny Mathis

There ain’t no future in it, Evie
Não há futuro nisto, Evie
We never should begin it, Evie
Nunca deveríamos ter começado isto, Evie
Someone’s already written a song for you
Alguém já escreveu uma canção para você
You’re so rigth for me
Você é tão perfeita para mim
But i’m all wrong for you
mas eu sou todo errado para você

If time was half a nice guy, Evie
Às vezes eu parecia ser um cara legal, Evie
We migth have had a nice try, Evie
Nós poderíamos ter tido uma boa chance de tentar, Evie
But sometimes a single moment
Mas às vezes um simples momento
Changes all the ones that follow
Modifica tudo aquilo que seguimos
And tho it’s doom’d and damm’d and dying
E embora isso seja uma perdição, uma maldição e algo agonizante

Something in me won’t stop trying
É alguma coisa que nós não deixaremos de tentar
Evie is all up to you
Evie, está em suas mãos
But sometimes a single moment
Mas às vezes um simples momento
Changes all the ones that follow
Modifica tudo aquilo que seguimos
And tho it’s doom’d and damm’d and dying
E embora isso seja uma perdição, uma maldição e algo agonizante
Something in me won’t stop trying
É alguma coisa que nós não deixaremos de tentar
Evie is all up to you
Evie, está em suas mãos

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, saudade e lembranças no orkut, vídeo, vídeos

Ouvi hoje- HERE IN MY HEART- Scorpions – com tradução // poema de Negra Noite- Você vive em mim


Você vive em mim…

Agora vai ser difícil te tirar

do meu coração…

Mesmo que tu partas

fique ao distante

alguma coisa ainda restará de ti

O carinho

a ternura de breves momentos

à dois

na solidão de nossas vidas

(Negra Noite-24/09/2012-13:13horas)

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos

Conto de Amor por Milena Medeiros- EU LI TUA MENSAGEM


EU LI TUA MENSAGEM

Era uma tarde, num dia de outono quente…
Estavam as folhas caindo à calçada, quando algumas crianças por ali passavam.
Um vento, em redemoinho, afoito, alevantou folhas e finos gravetos lançando-os um pouco mais adiante. E assim foi sendo feito, de tempos em tempos. Sempre um pouco mais à frente…
O vento, assim fazendo, arrastou, por mais dois quarteirões, folhas, finos gravetos, adamascados papéis, pétalas descoloridas de flores…
Encostada à uma branca cerca, uma página ficou. Amarrotada pelo tempo, amarelecida pelo sol, definhando, atonteada junto à uma flor.
De tempos em tempos ainda, o vento, em vão tentava, a flor daquela página separar. Era balançada de lá para cá. De cá para lá. Mas, entre as dobraduras ficou. Inerte. Em desmaio angelical. Como se esperasse a última gota de esperança.
Olhava o céu, o sol, as nuvens e nada mais via…
Num percalço, uma mão intrometida, abeirou-se da flor e da página a separou.
A página, como que inconformada, rangeu-se entre a cerca, como se chorasse o amor que lhe era retirado.
Notando esse gemido, aquela velha mão, pelos anos também amarrotada, a desencostou da amurada, trouxe-a mais para perto de seus dedos e num golpe certeiro a arrebatou do chão e àquela flor ajuntou.
Um homem em idade avançada, com pequenos óculos de aro arrendondados, em sua dificuldade costumeira, notou algo na página rabiscado.
Como que o destino lhe reservasse o poder de realizar algo, solenemente ajeitou-se, num banco ali próximo sentou-se.
Com suas mãos trêmulas firmou a velha página que o vento de algum lugar arrancou.
Piscou os olhos para melhor ler. Pigarreou como se necessário à leitura fosse e com altivo menear da cabeça iniciou a leitura.
Após alguns minutos, que sob aquele sol morno pareceram eternos, baixou as mãos, levantou-se com certa dificuldade, tirou os óculos e os guardou no bolso dianteiro de seu colete.
Andou pela calçada pintada de folhas amarelecidas, escutando sob seus pés o farfalhar delas.
Alguns quarteirões mais estancou-se em frente a um portão semi-aberto, já um tanto desgastado pela intempérie.
Olhou ao redor, ainda um pouco mais olhou à página e a flor em suas mãos…
Avançou portão adentro, com um golpe com os dedos fechados, àquela porta se fez anunciar.
Eis que de dentro, uma jovem bela e plácida, em sorriso angelical, adiantou-se e lhe falou:
_ o que desejas desta casa, nobre senhor?
A esta pergunta, o velho, já corcunda, enfraquecido, um pouco mais pestanejou, antes de se por a falar…
_ li esta página, que o vento trouxe de algum lugar. E nela, na frase aposta, uma dor me tocou…
Notando o semblante tristonho daquele bom velhinho, a moça convidou-o a entrar.
Já assentado numa poltrona de alto espaldar, um tanto indeciso, a página, à jovem entregou.
Esta, tomando conhecimento do teor nela escrito, um “ohh” soltou.
Entre suas alvas e pequenas mãos as do senhor idoso ajuntou, com olhar lacrimejante, sincero e piedoso acrescentou:
_  Ela já se foi para o Eterno, bom velhinho. Deus a levou na primeira primavera após esta data aqui anotada. Agora sei bem o por quê daquele sorriso jovial, logo que fechou os olhos e adormeceu… Ela o amara tanto e, este amor, para sempre o levou!…
Ambos se olharam… Nada mais podiam fazer…
A frase, se quiserem saber, dou-lhes aqui, em primeira mão:
“Meu amado, sou tua, hoje e sempre. Aguardo-te vir me buscar. Estou te esperando junto ao portão!”

LIÇÃO: O AMOR SEMPRE VALE A PENA!

(Milena Medeiros-24/09/2012- escrita online no site Recanto das Letras)

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA, saudade e lembranças no orkut

EU ACEITO // Vídeo recomendado: SAY YOU LOVE ME- SIMPLY RED


EU ACEITO

DO TEU JEITO

COM TEU JEITO

PRO MEU JEITO…

EU ACEITO

TUA ALIANÇA

TEU COMPROMISSO

TUA VIDA

NA MINHA

AGORA

E PRA SEMPRE!

(Negra Noite-22/09/2012)

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, saudade e lembranças no orkut, vídeo, vídeos