Arquivo do mês: novembro 2012

Recomendo – Tradução -PT- Goodbye – Air Supply- por Thevideospreferidos


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, vídeo

Poesia de Milena Medeiros – TALVEZ- dedicado ao amigo “O Criador” (João)


Quantos “talvez”
existem em nosso dia a dia.
Mas nenhum deles
diz de nós,
realmente…
e se o diz…
tapamos olhos e ouvidos…
Às vezes
não os queremos ouvir…
 
(Milena Medeiros – 19/11/2012 -20:47h- Google mais – especialmente para o amigo João)
Dedicado ao amigo João (O Criador) por sentir desde agora a sua ausência, pela sua despedida do Google +, do Youtube e de tudo o mais. Que seja feita a sua vontade… e que essa vontade se reflita em seu estado de espírito, fazendo-te se acalmar, transformando a tempestade que te varre o espírito em amiga que te traz sementes férteis para o porvir…
 
 

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Recomendo ver esse vídeo- CORAZON PARTIO- Alejandro Sanz & Ivete Sangalo- Maracanã (com tradução a parte)


CORAÇÃO PARTIO 

Curativos para este coração partido
Curativos para este coração partido

Como vês, não há dois sem três,
Que a vida vai e vem, que ela não pára
E, o que eu sei,
Mas mesmo mentindo, diga que ainda há algo
Entre nós dois,e que em seu quarto
O sol nunca aparece, não existe o tempo
Nem a dor

Me leva, se quiser, à ruína
A nenhum destino, sem nenhum porquê

Eu já sei, coração que não vê
É o coração que não sente
Ou coração que mente, amor
Mas você sabe que no mais profundo da minha alma
Existe aquela dor por acreditar em você
Que foi feito do encanto e da beleza de viver?

Por que me curou quando estava ferido
Se hoje me deixa de novo com o coração partido?

Quem vai entregar suas emoções?
Quem vai me pedir que nunca a abandone?
Quem vai me cobrir se esta noite fizer frio?
Quem me vai curar o coração partido?
Quem vai encher de primaveras este janeiro,
E vai trazer a lua pra a gente brincar?
Diga, se você for embora, diga meu bem
Quem vai curar meu coração partido?

Curativos para este coração partido
Curativos para este coração partido

Dar somente aquilo que te sobra
nunca foi compartir, sim dar esmola, amor.
Se você não sabe, te digo logo eu.
Que depois da tempestade sempre chega a calma.
Mas, sei que depois de você
Depois de você não há nada

Por que me curou quando estava ferido
Se hoje me deixa de novo com o coração partido?

Quem vai entregar suas emoções?
Quem vai me pedir que nunca a abandone?
Quem vai me cobrir se esta noite fizer frio?
Quem me vai curar o coração partido?
Quem vai encher de primaveras este janeiro,
E vai trazer a lua pra a gente brincar?
Diga, se você for embora, diga meu bem
Quem vai curar meu coração partido?

Quem vai me entregar?

(tradução obtida no site LETRAS.MUS.BR)

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, saudade e lembranças no orkut, vídeo

Recomendo esta música – Te Devoro-DJAVAN


Djavan – Te devoro

Teus sinais
Me confundem
Da cabeça aos pés
Mas por dentro
Eu te devoro,
Teu olhar
Não me diz exato
Quem tu és
Mesmo assim
Eu te devoro…

Te devoraria
A qualquer preço,
Porque te ignoro,
Te conheço,
Quando chove ou
Quando faz frio,
Noutro plano
Te devoraria
Tal Caetano
A Leonardo DiCaprio…

É um milagre,
Tudo que Deus criou
Pensando em você,
Fez a via-láctea
Fez os Dinossauros,
Sem pensar em nada
Fez a minha vida
E te deu,
Sem contar os dias
Que me faz morrer,
Sem saber de ti
Jogado à Solidão,
Mas se quer saber
Se eu quero outra vida
Não! Não!

(Repetir a letra)

Eu quero mesmo é viver
Pra esperar, esperar
Devorar você…(2x)

Viver, viver
Pra esperar você,
Quero viver
Pra esperar você,
Quero esperar você…

Letra inserida na descrição do vídeo – por LauMundialNet

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, vídeo, vídeos

Conto de Terror – CIÚMES DO GATO- JJ DE SOUZA


…O amor para mim é tudo na vida, todo o resto é secundário, todo o resto é um grande imaginário, uma mentira, amor, amor de pai, amor de filho, mas sempre amor, as pessoas ficam atrás das profissões, do dinheiro, de valores, de motivos inúteis para viver…” (jj de Souza) – trecho desse conto de terror que mistura amor, paixão, ódio, relacionamento, ternura, etc… espero que leiam e, se puderem, comentem.

Link para o poema no site do autor:  JJ DE SOUZA- CIÚMES DE GATO

blogs: LIVROS E EU

MÉDICO JOSÉ

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, POESIA, vídeo

Poesia de Milena Medeiros – INÉDITA


INÉDITA

Poesia para ti…

“Por vezes várias
te vi
e não te escolhi
quis
esse destino,
brincalhão
e intempestivo,
criar ilusões…
e foi logo à ti,
paixão,
inventar situações?

(Milena Medeiros – inédita – 26/10/2012 – 18:00h)
(sem título—desejo que você coloque o título para que eu possa publicar)”

———–
NOTA DA AUTORA:

Como, a quem pedi o título, até hoje não houvera opinado, resolvi lançar o poema com o mesmo título provisório – “INÉDITA”

Mii 12/11/2012 – 22:10 horas

Publicada no Recanto das Letras

Enviado por Milena Medeiros em 12/11/2012
Código do texto: T3982742
Classificação de conteúdo: seguro

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, orkut, POESIA, saudade e lembranças no orkut

Poesia de Negra Noite- COMPLETEI UM CICLO


COMPLETEI UM CICLO

Lá de onde vim,
onde tu não existias,
não tinha esses brilhos
não tinha esses costumes
eu não ouvia os cantos
de pássaros nos telhados
e nem ouvia o ritmo
balançado da chuva fina
na calçada…Quando tu não existia
meus medos eram outros
meus desejos – tão banais!
meus sonhos  – sem a nitidez
da vontade de ser real…E fiz-me sonhadora
de voos altos
céus azuis
e rosas
de vermelhos-paixões
de amores-emoção!

Vi-me num ciclo
onde tu era o centro
de onde partiam
os raios dourados
de meu sol brasileiro
e poeta

Dancei a vida
a alegria
a vontade de compartilhar
momentos bons
Dancei você
e me dancei!

E vi que era bom
e fechei o ciclo.
Agora você está cativo
E te sinto triste
Qual um pássaro em gaiola
preso

E pergunto-me:
Por que te fechei assim?

Se chama-se amor,
carinho, dedicação,
não havia necessidade
de apreensão.

Amor aberto, livre, solto
é alegre, tem profusão
tem colorido
Se entrega à emoção
Não se crê envaidecido
nem ao menos privilegiado
Se contenta em apenas ser… Ser AMOR!

Então te liberto de mim
para que voe em outros jardins…

Se voltares…
… será pela liberdade regozijada!

Negra Noite-12/11/2012  21:52h

Código do texto: T3982730
Classificação de conteúdo: seguro

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo

Poesia de Negra Noite- NEM TENTAR


Não adianta
querer tirar-me de você
Sou tatuagem
estou marcada
em tua pele
em brasa e ferro.
 
Não tente
duvidar
deste amor
que é pequeno
mas forte
que te levará
a nocaute
se não souber
se manter vivo.
 
Nem tentar
tirar-me de ti
e deixar-me à deriva
no oceano de ti.
Eu continuarei
somada aos teus desejos
impondo-me
aos teus delírios
em quaisquer madrugadas…
 
Não,
Não adianta mesmo!
 
Sou tua alma
embora negra
sou tua
em vida
em morte
em tudo!
 
(Negra Noite-11/11/2012- 12:45horas)

2 Comentários

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA, saudade e lembranças no orkut

Carlenebrasil e seu novo vídeo- NA CONTRAMÃO (Paula Fernandes)


Edição primorosa, Lene!

2 Comentários

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, vídeo, vídeos

Carlenebrasil e seu vídeo-LOVE IS IN AIR- JOHN PAUL YOUNG


1 comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, vídeo, vídeos

Tema de Novela- NOSSO AMOR -trilha sonora de Guerra dos Sexos- por Edelar


1 comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, vídeo, vídeos

Recomendo esse vídeo- Kim- Sei que vou me apaixonar


1 comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, vídeo, vídeos

Poesia de Negra Noite- QUANDO DEIXEI O MEU MEDO ME BANIR PARA FORA DE MIM / música: Sinto falta desse amor-Marcus di Cesaris


Foi assim, devagar…

ele foi se aproximando

como não quisesse nada

e me pegou a fundo.

Penetrou em minha alma

e se fez latifundiário de mim.

Não quis negociação

promoveu desavenças

camuflou desejos

e escravizou-me…

Esse medo que invadiu-me

certa vez

fez das loucuras pequenas

grandes loucuras

Deixou-me cega

Intransigente como só

negou-me o direito

de ir e vir em mim mesma.

Fui covarde até

não neguei-lhe quaisquer

provisões

tudo lhe dava sem soberba

e esse MEDO se apoderou

de minhas propriedades

fez dos meus limites

escassos pontos de cerca aramada

fez de minhas terras verdes

com frutas maduras

e flores magestosas

um terreno árido

sem água que se bebesse

até saciar-se da sede.

Sem frutos maduros

da convivência pacífica no dia a dia

sem o labor sadio de mãos cansadas

mas bem alimentadas do amor

divino das colméias

e flores laranjais…

Eu me bani para fora de mim

ao deixar o MEDO

ingressar-me.

Sem o desejo de lutar

com o esmorecimento

até da dúvida-

ela que muitas vezes é bem vinda

e sadiamente esperada …

Fui covarde de mim

Um vassalo desacreditado

uma alma penada

uma memória sem pensamento…

O MEDO foi um dos maiores

coronéis dessa batalha

que eu não me neguei a intransigir…

Doeu muito ver-me diminuir-me

Ver-me menos que o verme

solto e livre trafegando

o caule da árvore

de meu terreno onde eu era

um hóspede não bem vindo.

Meu olhar se fechou por MEDO

O pior foi ver o meu coração

se acovardar e não mais deixar-se amar

Isso foi o pior que fiz a mim

Não permitir-me nunca mais me amar…

E sem me amar 

eu nunca mais AMEI NINGUÉM…

(Negra Noite-10/novembro/2012- em resposta à um alguém que ainda está doente de amor)

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, POESIA, vídeo, vídeos

UMA PEQUENA HISTÓRIA DESTE BLOG- Milena Medeiros


Há um tempo fiz esse blog. O primeiro em minha vida. Era um blog muito pesado constituído de diversas plataformas, denominado “LIVESPACE” – um blog inserido no msn (hotmail, messenger, livespace), com um aprendizado muito difícil. Poucos se atreveram a usá-lo. Aqueles que não foram crédulos o bastante para seguir em frente ficaram na arquibancada participando como público, sempre aplaudindo esses blogueiros audazes.

Eu, um certo tempo, estava usando uma das primeiras formas de internet. Uma muito lenta. O livespace como era bastante pesado, demorava horas para se completar e muitas vezes eu desisti.

Quando coloquei uma internet melhor, mais veloz, fui a fundo, atravessando cada etapa de aprendizado desse livespace.

Quando consegui atingir o ponto que eu achava estar bom, o livespace foi vendido para o WordPress.

Alguns amigos blogueiros acabaram desistindo de seus blogs, caso da Carlenebrasil (Lene), essa amiga que sempre está comentando algo que publico aqui, assim como a Maru (Mirian Liliane- da Argentina), e muitos outros…

Eu segui os passos de transferência para o WordPress. E então, por vários meses, ele ficou a deriva. Interessei-me pelo Blogger (produto do Google) e lá montei outros blogs pela facilidade de utilização. Pela simplicidade de estruturar um modelo de blog do nosso jeito.

E então, um belo dia, voltei a olhar o WordPress como um desafio a ser ultrapassado (vencido).

E aqui estou, aprendendo novamente a montar, a aplicar, a estruturar o meu tão querido primeiro blog.

Notaram que no início eu, imatura, ainda tenho os erros e os inconvenientes de uma aprendiz. Eu ainda não consegui consertar de todo.

Este ano, aqui venho mais constantemente. Aprendendo aqui e ali, lendo, relendo os meus posts, editando alguns,  e, assim, eu mesmo me incentivo a vê-lo com os meus primeiros modos de olhar daqueles tempos… Um olhar de ternura, de estar se fitando ao espelho, se reconhecendo… E estou reconhecendo este meu blog que fora tão preterido. Por isso, vocês podem verificar meu constante atendimento à ele.

Notem que não o sei bem ainda, mas já me familiarizei o bastante.

Quem sabe o WordPress traga mais ajuda em nosso bom idioma português para nós brasileiros não tropeçarmos tanto em uns poucos obstáculos para se montar ou manter o blog neste site.

Muito da ajuda deles ainda está em inglês…

Com isso, amigos, seguidores ou aqueles que vem em busca de algo, mostro o princípio, o meio e o fim de todas as minhas publicações aqui. Uma vida, um cotidiano. Nele estão muito de meu caminho no Orkut, onde aprendi a usar solicitando ajuda a terceiros que vieram a se tornarem amigos e seguidores. Tem publicações desses amigos de lá (do orkut) que deixaram suas marcas, suas andanças na internet. Muitos não os tenho mais como companheiros de internet, pois já exclui muitos perfis montados no Orkut e com isso perdi vários desses colegas do mundo virtual. Assim como os que conheci no SONICO, no HI5, no UOL+, no VIDEOLOG e outros tantos por onde naveguei.

À esses deixo meu muito obrigado. Amei cada um da sua forma de ser como eles também me amaram do meu jeito de ser.

Tropeções, tristezas, desavenças, carinhos mútuos, inconformismos, disputas sadias, meiguice, troca de informações, de receitas de vida… tudo de certa maneira foi registrado aqui, neste blog que era conhecido como ALMA DE POETA e eu assinava simplesmente como “MILEN@”.

Procurem se inteirar das publicações iniciais. Nas publicações iniciais  estão histórias de vida, de dia a dia…  Ali pode estar a sua vida, o seu caminho… Ali pode estar uma frase sua dita em algum tempo do passado… Ali pode ter uma imagem que você compartilhou comigo ou com amigos no Orkut, no Youtube, ou em outros sites. Ali pode estar você, simples e humano, sem isso de ser um MUNDO VIRTUAL apenas, passando a ser o nosso MUNDO REAL E HUMANO!

Sejam bem vindos,  sempre!

Milena Medeiros (Milen@) – 10/novembro/2012

4 Comentários

10 de novembro de 2012 · 10:36 PM

Mensagem de Milena Medeiros- Sobre cuidar de seu amor


Não descuide de seu “pequeno” amor…
O adubo que o fará crescer está dentro de ti, somente. É com esse pequeno cuidado, dia após dia, que uma linda flor de amor se abrirá ao mundo. E isso é contagiante!

My heart for you…

Mii

2 Comentários

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros