Arquivo da categoria: JEITO FEMININO

Toda forma que traduz sentimentos, sensações, docilidade e meiguice

Poucos Enxergam


Compartilhando Poesia

https://wp.me/p8Be5O-1PJ

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

OITO ANOS NO WORDPRESS


Mais um aniversário deste blog, no WordPress
São oito anos de pura magia

Agradeço aos que seguem, aos que visitam e aos que compartilham.

Milena Medeiros
-alma de poeta-

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

Santo André. Prefeito e secretário da saúde visitam especialidades


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

Compartilha ai


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

TREM, PARANAPIACABA/BRASIL


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

SETE ANOS NO TWITTER


Hoje, 15/outubro/2018, completou 7 anos em que eu criei uma página no Twitter.

milenamdiego

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

HUMOR AMADOR – Jonasalmeida28


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

HUMOR AMADOR – Brendaholiver


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

HUMOR AMADOR – Isaíassansha


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

CAFÉ – imagem interessante


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

DETALHES


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

HUMOR – VAI RETO TODA A VIDA.


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

VOTAR OU NÃO VOTAR


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

UM CASAL QUE VIVIA JUNTO EM TUDO QUE PRECISAVAM


Ele, Antônio. Ela, Floripes.
Vestidos assim, era costumeiro vê-los numa padaria. Ela, tomando um copo de leite adoçado. Ele, só acompanhando. Depois do leite tomado, ainda com as pontas dos dedos úmidas e doces pelo leite que havia sido derramado sem querer, iam em busca de médico. Ela dizia estar com a diabetes alterada (lambia as pontas dos dedos e deveria sentir o doce do açúcar com leite. Pensava ser sua diabetes alterada). Ele com seus oitentas anos, mais ou menos, ela com seus 86, ou um pouco mais. Não me recordo bem.
Anos atrás ela faleceu. Alguns meses depois ele também faleceu.
Restou duas imagens capturadas por mim.
Essas que estão aqui.
A vestimenta dela chamava a atenção. Bem colorida. Um lenço à cabeça. Ele com seu velho chapéu e bengala.

Quando da fofo (eu pedi a autorização à ele),bem depressa se levantou do banco, onde estava sentado junto a ela. Chamou a esposa, d Floripes (“Vem mulher!”). Se ajeitou como podia. Penteou os cabelos com as mãos,se aprumou e deixou que eu os fotografasse. Duas fotos.
Não tiveram oportunidade de se verem nas fotos.Nem seus familiares viram essas imagens.
Soube que eles (família) não têm imagens dos velhinhos.

Posto aqui, na intenção que um familiar veja e venha buscar uma cópia das fotos, comigo.

Milena Medeiros

11 de outubro de 2018

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

CLIP CARROS – Milena Medeiros


Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO