Arquivo da tag: Marquês Rocco Sade

Marquês Rocco Sade e uma poesia: A UM AUSENTE- Carlos Drummond de Andrade


À UM AUSENTE

marquês rocco sade-01/01/2013 – O retorno


Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.
 
Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enloqueceu, enloquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave 
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?
 
Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.
 
Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste.
(Carlos Drummond de Andrade)

marques rocco sade- 01/01/2013

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, POESIA

Poesia de Marquês Rocco Sade-CARINHOSO


Carinhoso

Hoje não quero paixões calorosas
estou meio assim.
Uma brisa suave entrando
pela minha janela me basta,
um aconchego, cheiro nos olhos.
Nada de excentricidades
nada! nada! nada!
Quero toques com suavidade
sem sofreguidão.

 

Sem tempestades,
mas uma garoa no telhado.
Sorriso sem explicação,
abraços acolhedores,
beijos sem mordida.
Chegada sem partida.

(Marquês Rocco Sade)

Este poema foi autorizado pelo autor via Email em 11 de outubro de 2012

Veja o poema publicado pelo Marquês Rocco Sade no Recanto das Letras.

Link: CARINHOSO

NOTA: Este colega de poesias está ausente, sem maiores explicações. Não temos nenhuma notícia dele, mas, pelos textos anteriores, vimos que publica em determinada época do ano, então, acreditamos que o veremos novamente só em 2013 em meados de setembro ou outubro.

Até lá, sádico-amor… você foi muito, mas muito amigo mesmo e gostei dos vários momentos em que pudemos compartilhar textos, vídeos, histórias e nosso Dueto que parou na parte 11 em 10/outubro/2012.

Com saudade e também com esperança de vê-lo novamente escrevendo seus belos textos naquele site. Estaremos todos ansiosos para entendê-lo (será que um Sade poder-se-ía ser entendido???) e novamente compartilhar bons momentos contigo.

(a) Negra Noite

 

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Poema de Milena Medeiros (À ROSA POR MARQUÊS OFERTADA)


À ROSA POR MARQUÊS OFERTADA

Recebi 
com muito entusiasmo
a rosa vermelha
que em perfume
adamascado
tu me ofertaste,
com beijos anexados…
Em cada pétala 
nelas também depositei 
um beijo meu 
junto ao teu…
Agora 
as pétalas ruborizaram
e pesadamente 
em minhas mãos caíram.
Num jeito tristonho, talvez
por não ser dela
Nenhum desses beijos teus!
(Milena Medeiros-12/10/2012- À Rosa por Marquês ofertada)
Publicada também no Recanto das Letras

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Poema erótico de Negra Noite- CADELA NO CIO


CADELA NO CIO

sinto algo em mim
uma vontade incontrolável
quero ser possuída
como uma cadela no cio
sem meias voltas
assim,
no meio-fio!

*Negra Noite-26/09/2012- 15:55 como comentário para o texto “Cão no cio” de Marquês Rocco Sade- no site: Recanto das Letras

1 comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

UM VÍDEO RECOMENDADO POR MARQUÊS ROCCO SADE


Este Vídeo foi enviado pelo colega do Recanto das Letras- MARQUêS ROCCO SADE.

Gostei de ver e recomendo.

Deixe um comentário

Arquivado em Não categorizado, POESIA, vídeo, vídeos

Poesia para Milena Medeiros -Marquês Rocco Sade


Querida Milena, bom dia!
 
Segue o poema que escrevi dedicado a você, será uma honra para mim você publicá-lo no recanto e no seu blog (autorizo-lhe a publicar).

MILENA MEDEIROS

Ela é uma mulher provocante, encantadora…
Sua poesia é como um bálsamo que inunda os campos verdejantes.
Seu olhar é um doce mistério… Sua alma imaculada…
Seus encantos são pura sedução, seu canto mavioso.
Se não tiver cuidado meu amigo ela aprisionará seu coração…

Uma mulher que possui um espírito fecundo.
Caminha, mas não deixa rastros no chão.

Bela e perfumada como uma rosa…
Mas cuidado com seus espinhos.
Não tente trilhar o labirinto do seu coração
Ela possui segredos obscuros… Mistérios…
Segredos. Que nem a ela são revelados.
Escorpiões residem no porão de sua casa,
DOCE VENENO…

Sua casa é rodeada por um roseiral.
Seu coração de mulher esconde uma menina…
Tão sutil e delicada como uma tulipa silvestre…

(Marquês Rocco Sade- 12/09/2012)

A você querida colega com toda afeição.

assinatura do marques rocco

Textos de Marquês Rocco Sade no Recanto das Letras

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

MARQUÊS ROCCO SADE – MILENA MEDEIROS (Dedicatória)


Amigos,
Hoje, inesperadamente noto, um texto com meu nome no “cantinho” desse colega no Recanto das Letras.
Ele nada me disse ou deixou avisado. Então, foi surpresa máxima.
O Texto diz de mim mais do que eu poderia dizê-lo.
E parece-me que ele me conhece a fundo desde muito tempo…

Ficou lindíssima essa dedicatória e já pedi autorização para usar em meus blogs. Aguardo um pronunciamento dele e já compartilho com vocês, amigos, o belo texto.

Link para a página com o texto: MILENA MEDEIROS

Além de ler esse, conheça os demais textos de Marquês Rocco Sade. Com certeza irão amar cada texto desse autor no site Recanto das Letras

Comentei o texto no meu espaço no Recanto das Letras Milena Medeiros – por Marquês Rocco Sade

1 comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA