Arquivo da tag: m Elaine

KARNAL -Só pessoas éticas têm amigos (Leandro Karnal) / E um diálogo sobre o tema, entre duas amigas.


Diálogo sobre o que este vídeo nos fez pensar, com a amiga M Elaine, via whatsapp…

  • [1/7 12:22]   Ah. Vou me inscrever no canal do Karnal!…

Vamos juntar alguns amigos e dizer que somos um sucesso!

[1/7 12:25] M Elaine: Verdade! Vou fazer esse teste, contar umas vantagens

[1/7 12:26] alma de Poeta: Não… Conte o sucesso verdadeiro. Aquele que você  acha  que não é sucesso.. até pra você acreditar em si mesma.

[1/7 12:26]  M Elaine: Vish, Alma… acho que vou continuar com “amigos” … rsrs…

[1/7 12:28] alma de Poeta: Não… Vai ter reais amigos, de verdade!

O nosso salário parece baixo até que você nada tem… Lembra do primeiro salário?!!!… Como ele era um grande salário? Só que nós, pobres, gastamos como ricos. O rico não gasta mais que 20℅ do dinheiro dele.Não compra souvenirs… Etc…

Nós gastamos 100℅ com coisas  que não devíamos… Pois estão aquém de nossa realidade… Como trocar de celular… Melhor tv…

[1/7 12:36] M ElainE: Embora não me considere muito consumista de certos produtos…a gente às vezes tem umas ambições tolas.

[1/7 12:36] alma de Poeta: se não sonharmos como ricos seremos realistas e o salário renderá.

[1/7 12:37] M Elaine: Ultimamente só quero levar uma vida onde possa aflorar minha mente …meu corpo não sente necessidade de muita matéria.

[1/7 12:37] alma de Poeta: Continue!

[1/7 12:37] M Elaine: É mais fácil viver nossa realidade, né?!

[1/7 12:37] alma de Poeta: O simples nos dá liberdade.

[1/7 12:38] M Elaine: Comentei, esses dias, com um amigo, sobre essa tal busca de ascensão financeira…mas ele acha que tenho papo de pobre conformista …

[1/7 12:38] alma de Poeta: Mas… Olhe… Viver a realidade sem sonhar como rico. Se não .. Sofrerá.

Poderemos crescer com nossa realidade, sem ambição desajustada.

[1/7 12:39] . M Elaine: Sim… é mais ou menos isso que estive conversando com ele, acho que perde muito tempo de vida em busca de dinheiro, sendo que o que ele ganha é suficiente pra muita coisa boa.

[1/7 12:39] alma de Poeta : lembremos como era  em tempo de criança… Estudávamos sem sonhar o futuro.

[1/7 12:40] M Elaine: Então ele poderia focar em outras expansões…

[1/7 12:40]  M Elaine: Verdade … é lição de se levar pra vida!

[1/7 12:40] alma de Poeta : Nos formamos no colegial e já começamos a sonhar… Erro…

[1/7 12:41] M Elaine: A gente compra os sonhos que o sistema vende… não são nossos sonhos genuínos, por isso a sensação de incompletude em muitos casos, inclusive de pessoas que possuem dinheiro.

[1/7 12:41] alma de Poeta : Podemos buscar crescer em nossa busca… Até ganhar mais. Mas… Não adianta ganhar mais se continuamos no desajuste…o salário que parecia ótimo começará a ser pouco de novo.

Quando você diz… “que fica com sua realidade…” – Muitos dirão isso que seu amigo disse…

[1/7 12:43]  M Elaine: Sim eu bem sei… poucos compreenderão o motivo genuíno dessa frase.

[1/7 12:43] alma de Poeta : Mas… se você aprendeu a viver com sua realidade… ver que pode ter o necessário para sua felicidade… será teu sucesso! E, ainda assim… Ele poderá achar que você é conformista.

[1/7 12:44]  M Elaine: Ainda tenho alguns pontos de desequilíbrio, amiga…mas nessa coisa de consumo não me perco.

[1/7 12:44] alma de Poeta : Bravo!!!

Nós, pobres, somos consumistas, por isso a mídia tem tanta propaganda voltada pra nós. (Veja se tem isso pra ricos!)… Prá que sejamos escravos… Devedores eternos do seu senhor.

[1/7 12:45] M Elaine: Estou tentando fazê-lo entender. É uma boa pessoa, só está se desgastando com coisas desnecessárias que não o torna feliz.

[1/7 12:48] alma de Poeta : Não há interesse do senhor de escravos fazer seu escravo livre.

[1/7 12:48] . M Elaine: Exatamente!
Uma sociedade presa e voltada para o consumo é mais útil pro mercado do que pensadores livres.

[1/7 12:48] alma de Poeta: Os ricos são nossos senhores dentro de seus empreendimentos necessários à nós… Telefonia… gás… tv…

[1/7 12:53]  M Elaine: Nem fale!!! …Olha que estamos falando do básico pra se viver! Porque a estrutura social nos faz dependentes desses péssimos serviços.

[1/7 12:55] alma de Poeta: A estrutura social….o senhor dos escravos em cima…. Nós…. Escravos…. Embaixo! Mesmo com altos ganhos… Somos escravos dos senhores…. Você só entrará para o círculo dos senhores de escravos se tiver tanto quanto estes

[1/7 12:59]  M Elaine: Nunca foi meu intuito entrar para a “clã”.

[1/7 12:59]  M Elaine: Deixe-me de fora, viver da maneira mais leve que for possível, tentando me desprender das cordas.

[1/7 12:59]  M Elaine: Com minha falha sede de liberdade!.

Deixe um comentário

1 de julho de 2016 · 2:02 PM

MINHAS PÁGINAS INCOMPLETAS – M. Elaine


Abri seus livros
Foste feito de uma essência diferente
Dessas que cativam,embriagam
Cativam a alma da gente.

Você mostrou algo que eu não conhecia
Antes de ler suas páginas
Aos meus olhos a vida tinha menos cor
Pouca poesia.

Foi uma sensação inigualável
Cada palavra que descobria
A cada rasura sua
Gosto até das coisas que você faz de qualquer jeito,tudo sai perfeito.

Seus rascunhos não precisavam ser refeitos
Até nos erros cometia acertos
E o toque dos seus dedos
Consertavam tudo aquilo que eu não entendia.

A cada página ilustrada
Meus olhos de menina curiosa brilhavam
Seguia as linhas e contornos
Usei de todos os tons de cores
Juntos fazíamos poesia

A beleza cotidiana
De enfeitar a vida dia a dia
Seus sonhos foram meus desejos
Por isso perdi meus medos

Fechei os olhos como num pedido
Um apelo
Firme nos passos
O caminho parecia certeiro

A vôo quase pleno
Nossas mãos se soltam
O laço se rompe
A queda livre me vejo.

Esses planos ainda não saíram da minha cabeça
Eu sei que nada será como eu pensei
A vida prefere ter seu próprio ritmo
Não obedece a caprichos

A porta bateu com tanta força
Senti,como uma violência contra meu corpo
Eu tive um mau preságio naquela noite
Uma forte certeza banhou minha mente

Agora me parece fazer sentido
Aquelas velhas palavras
Nunca saíram de mim
E tudo se encaixa perfeitamente

Você continua sendo a causa da minha febre
A razão pela qual parte inquietante da mente pulsa
O que faz cada palavra desnecessária
Por mais que eu escreva não será o bastante

Por mais que eu grite,nunca será convincente
Eu poderia me desfazer em palavras
Apesar de nada ser suficiente
Elas não serão necessárias

Não dá pra escrever esse livro sozinha
Eu preciso dos seus pontos e vírgulas
Sou queda livre,não consigo frear
Faz falta sua visão nos caminhos
Uma direção em qual estrada pisar

Sinceramente você deixou falhas na minha história
Deixou rasuras no livro que a ti dediquei
Nesse meio tempo parece que perdi o jeito.

No encaixe das suas mãos a vida seria mais fácil de se levar,me sentia exatamente como hoje
Você me deu razões para continuar
E agora nessa fase da vida,falta me faz.

Cansei dessas páginas em branco
Quero o seu colorido desenhado da minha alma.

[M.Elaine]

image

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

SOBRE SENTIMENTOS – M.Elaine


Dizem que tudo o que escrevo ė triste
Eu só escrevo aquilo que sinto
Só falo sobre minhas verdades
A realidade ė terrivelmente cruel
Mas não posso me desfazer dela
A verdade liberta.

M.Elaine

via g+

image

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

MEU CANTO – M.elaine


MEU CANTO

Minha boca escancarada
Grita tudo aquilo que você não quer ouvir
Minha  cascata de palavras
Faz tua verdade demolir.

Meu grito, minha alma
Meu grito, minha arma
Meu grito, vos cala
Meu grito, libertai-vos da senzala.

Vamos todos soltar nossa voz
Num mesmo coro
Cantando até a alma expandir
Diga ao mundo aquilo que eles não querem ouvir.

M.elaine

image

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

TRISTEZA – IMAGEM


image

Compartilhada no gplus (g+)
Via +M Elaine

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO