Arquivo da categoria: POESIA

NÃO ME ILUDO – Negra Noite


Não me iludo
Compartilhaste comigo, somente, o teu dom de mentir
Negra Noite- 31/03/2014Poesia de Milena Medeiros- PLEASE, REMEMBER ME // Peabo Bryson & Regina Belle - A Whole New World  tradução: Um Mundo Inteiramente Novo

Deixe um comentário

24 de maio de 2014 · 1:20 AM

Reblogando Natália Santos- O Carteiro e o Poeta (filme)


Um pouco da história de quem fez história:

“A poesia não pertence a quem escreve

mas àqueles que precisam dela”

Natalia Santos

Image

O filme “O Carteiro e o Poeta” (Il Postino, 1994) conta a história do encontro entre o humilde Mario Ruoppolo e o poeta chileno Pablo Neruda.

Na história Mario é um filho de pescador que se recusa a seguir a mesma profissão do pai, saindo assim em busca de emprego e Neruda, já consagrado como poeta vive exilado na ilha onde Mario mora na Itália.

Assim que fica sabendo de um trabalho de carteiro Mario se candidata, e consegue o emprego. Sua função passa a ser entregar diariamente as correspondências do poeta Pablo Neruda.

Image

Aos poucos um laço de amizade se forma entre os dois. Mario apaixona-se por Beatrice, uma bela mulher da ilha, e passa a pedir conselhos sobre poesias para conquistar o seu amor.

Mario casa-se com Beatrice e juntos tem um filho e Pablo Neruda volta ao seu país depois do período de exílio.

Image

Como um presente…

Ver o post original 61 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, POESIA, vídeo, vídeos

Poema Gótico de Negra Noite- sobre a fragilidade


“Não me atemorize.
Sou das frágeis contas do mar…”

(Negra Noite- 21/03/2014)

 

Poema feito especialmente para a comunidade Dark Side no Google+

Maurizio Del Gaizo

Dark Side (g+) comunidade

Deixe um comentário

22 de março de 2014 · 9:37 PM

Versos que não fiz – Milena Medeiros


milena medeiros – “Versos que não Fiz” – imagem do acervo da autora

Deixe um comentário

6 de fevereiro de 2014 · 8:14 AM

O QUINTAL DO VIZINHO- por Negra Noite (pensamentos)


Para o público em geral, informo que muitos de meus textos estão publicados no site: 

 http://www.recantodasletras.com.br/autores/milenamdiego/

São, atualmente, 553 textos publicados  com  um total de leituras: 18833

Hoje já publiquei alguns, online.

Um deles é este:

O QUINTAL DO VIZINHO

“Há muitas cabanas dentro de nós… umas cabem o mar inteiro …  e outras um céu todo estrelado… mas cuidamos apenas de olhar pelas janelas o quintal do vizinho!”

(Negra Noite- 02/02/2014- em comentário ao texto: “UM POUCO DE MIM…” do colega de Recanto: “APENAS UM GENTLEMAN”)

Quintal do vizinho

Olhar pela janela

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

FAROL DE ALEXANDRIA- Paulo Ramos


FAROL DE ALEXANDRIA

Fazes de mim o teu barco

que navegas em desatino

Na procela que’m teu corpo

me afogo, perco os sentidos

 

Oh! Deusa de rubra cor

Como sereia me encanta

Nas vagas do seu corpo

me tentas até o fim

 

Oh! Deusa multicor

De lábios encarnados de pele nua…

Dois olhos como faróis

Da bela Alexandria

 

Oh! Deusa eu lhe peço

de mim tenha piedade

não jogue a minha vida

como os barcos no quebra-mar.

 

—Paulo Ramos – 09/03/2011

 

Nota:

Paulo Ramos é um amigo. Ele escreveu esse poema após ler alguns de meus versos.

Autorizou-me, na época, a publicá-lo.

Agora ele já tem um livro lançado no mercado. Um tão sonhado livro.

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, POESIA

Reblogando Ricardo Cavalcante sobre nunca mais se ver- texto de Tati Bernardi


“Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos. É fácil porque os dias passam rápidos demais, é difícil porque o sentimento fica.” -Tati Bernardi

Nunca mais se viram

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, POESIA

Reblogando Ricardo Cavalcante sobre entra, vem e fica (texto de Gabito Nunes)


“Quero você aqui, no meio das minhas coisas, meus livros, discos, filmes, minhas ideias, manias, suspiros, recortes. Respirando o mesmo ar… Entra, não pergunte se pode ficar. Vem e fica.-Gabito Nunes

texto e imagens por Ricardo Cavalcante- google+

Vem, fica…

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Texto de Milena Medeiros – À espera de um amor


Então me diga se ainda tens amor para me ofertar. Já não sou tão desesperada quando antes, em que eu te procurava por aí, nos arrebaldes de minha solidão, Amor. 

Hoje, mais serena, talvez mais velha, sei que estás próximo, em algum lugar, e eu sento-me ao banco da solidão, empunho meu guarda chuva da esperança e te aguardo um pouco mais… talvez ainda não se demore como os anteriores, as paixões que tive, os desamores que se fizeram no tempo…

Sento-me aqui, em silêncio, não te falarei de mim, escutarei de ti, somente.

Não me verás te sorrir pois o sorriso te guardo para os momentos mais lindos que tivermos…

Não recolherás minhas mãos entre as tuas por simples apego, lhes darei elas em companhia nas tardes chuvosas ou ensolaradas, num terno passeio a dois…

Não me ouvirás falar que te amo assim, de repente, sem te conhecer a profundo…

Te falarei de meu amor pelo meu olhar, somente. Pelos meus lábios a procura dos teus… pela minha paixão refletida em minha pele…

Talvez nem saiba ler esses instantes… mas aguardarei que se aprofundes nestas leituras de alma

(Milena Medeiros – 23/02/2013 – online no WordPress- 16:54h)

 

imagem publicada no google+ por Maurizio Del Gaiso

Aguardando o amor

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Reblogando APENAS SENDO – sobre tristezas e angústias


“Não importa quantas vezes, ou em que circunstância me perguntar, vou sempre responder que estou “bem”: Porque a dor do mal da tristeza é sentida. No brilho dos olhos. No abraço apertado que encontra os corações. Angústias transcritas são pouco entendidas. E as minhas palavras não são alento para serem jogadas ao vento, que por ser frio carregar qualquer dor sem sentir o menor rancor.”

Apenas Sendo-11/02/2013- Google+

apenas sendo - vou dizer que sempre estou bem

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, POESIA

Reblogando a prosa poética de APENAS SENDO sobre a saudade e ausência


“Hoje nem mesmo o frio que os nimbos trouxeram me acolheu. Hoje nem mesmo o tempo pode prever a minha dor. Hoje o álgido vento trouxe sua saudade, só para me lembrar que eu não sou completo sem você. Hoje te guardo na noite, e te encontro nos meus sonhos […]”

(Apenas Sendo – Google+)

Deixe um comentário

Arquivado em POESIA

SEGUNDA CHANCE // vídeo recomendado por Ricardo Cavalcante – ANGEL (Sarah McLachlan)


As chances são para os jogadores…

Para quem ama, gosta, quer, deseja, sempre haverá muitas chances…

Depende do seu primeiro passo  e que esse passo seja para juntar-se a quem se pede a chance…

21/02/2013 – Milena Medeiros – online no  Google+

(comentando Ricardo Cavalcante no Google+)

“Passa todo seu tempo esperando Por aquela segunda chance, Por uma oportunidade que deixaria tudo bem Sempre há um motivo Para não se sentir bem o suficiente. E é difícil no fim do dia, Eu preciso de alguma distração. Oh, belo descanso A lembrança vaza das minhas veias… Deixe-me ficar vazia E sem peso e talvez Eu encontrarei alguma paz esta noite.
Você está nos braços de um anjo,
Talvez você encontre algum conforto lá”

Angel- Sarah Mclachlan

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos

FALANDO SOBRE O AMOR (milena medeiros) // vídeo: Stay with me – SPVELOSO


PARA QUEM ESPERA PROVAS DE AMOR

Não precisa ter provas de nada… o amor é revelado em pequenos detalhes… só quem sabe e ama conseguirá notar esses detalhes…
Lembro-me bem de meu pai dizer-me, já em nossas velhices, que nunca disse a mim que me amava… e eu, com lágrimas de amor lhe disse: ‘PAI, EU SOUBE DE SEU AMOR SEMPRE… TODA A MINHA VIDA ATÉ HOJE… OS DETALHES DE SEU AMOR VIERAM NO MEU PRIMEIRO BALANÇO, NA BONECA DE VESTIDO RODADO QUE GANHEI EM MUITOS NATAIS, NOS CARRINHOS DE ROLIMàQUE FAZIA PARA MIM E MEUS IRMÃOS BRINCAREM, DO PRIMEIRO JEEP DE MADEIRA CONSTRUÍDO POR TI NA COR DO EXÉRCITO BRASILEIRO, DO DIA QUE  SE FEZ PRESENTE NA DIPLOMAÇÃO DE FACULDADE… DOS OLHOS DE AMOR, DE TUAS MÃOS ME DANDO REMÉDIO, DAS TARDES QUE AMBOS QUIETOS ANDÁVAMOS DE BIKE PELA ORLA DA PRAIA. .. PRÁ QUE EU QUERIA ‘OUVIR’ SE TU JÁ ME DIZIAS?…

Para quem precisa de fatos e provas de amor… é quem não sabe o que é o amor… ainda não viveu o amor…(Milena Medeiros-23/02/2013)

5 Comentários

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos

Reblogando Poesia para Sentir la Vida – uma música


Ouçamos…

POESÍA PARA SENTIR LA VIDA

MUERTE

PASARÁS

“no hay dolor más grande que el dolor de ser vivo
ni mayor pesadumbre que la vida consciente”

Rubén Darío. Lo Fatal

 

Un viejo cuento muy repetido pero poco asimilado, relata que unos viajeros pasaron muchas penurias para alcanzar el hogar de un anciano muy sabio cuya fama había trascendido fronteras. Al encontrarlo en una  humilde habitación sin muebles se produjo el siguiente diálogo:

“Pero, ¿dónde están sus muebles?” dijo asombrado un viajero.

“¿Y los suyos?” repreguntó el anciano

“No están aquí porque estoy de paso” respondió sonriente el viajero.

“Pues yo también” sentenció  el sabio.

Fue la única enseñanza impartida. Los viajeros a su regreso modificaron toda su vida, dotándola de un novel y profundo sentido. Habían tomado consciencia de su mortalidad.

Se supone que los animales viven sin saber que van a morir. Los hombres viven esforzándose por ignorar que lo saben. La muerte es para…

Ver o post original 1.102 mais palavras

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, Música, POESIA, vídeo, vídeos

Li, gostei e recomendo este poema de Cold Fábio – “ENSINA-ME”


Ensina-me

Ensina-me
Como entregar-me aos teus braços
Como sucumbir aos teus lábios
Como amansar meu coração 
Tão calejado por uma paixão
Relembre-me
Do que é feito o amor
De que amar é natural
De que não preciso ter receio
De um sentimento tão sem igual
Por fim, mostra-me
O caminho a seguir
Sem que me desviem a atenção
Para que eu possa reaprender, por ti
Os mistérios desse nosso coração

Cold Fábio

menina cheirando flor

Esta poesia, uma dentre muitas que eu gostei, solicitei ao autor que me  enviasse  para divulgar em meus blogs

A autorização e o poema vieram através de email  em 14/01/2013.

RELEASE DE COLD FABIO 

COLD FÁBIO  é um novo companheiro no site RECANTO DAS LETRAS

Tem 32 anos de idade.

Onze (11) textos publicados  desde 02/12/2012 até esta data.

É de Brasília/DF.

Suas poesias falam do amor e seus matizes, com títulos que bem referem os dilemas, dúvidas, devaneios,  tristeza, esperança, saudade… que do amor advém.

Tem um jeito simples de escrever que nos leva direto a sentir, através das linhas dos textos, os mais diversos sentimentos que o poeta descreve muito bem.

Sigo esse colega de site e recomendo que o leiam.

Sei que irão gostar!

(a) Milena Medeiros

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA