Arquivo da categoria: eu sou assim

NÃO ME ILUDO – Negra Noite


Não me iludo
Compartilhaste comigo, somente, o teu dom de mentir
Negra Noite- 31/03/2014Poesia de Milena Medeiros- PLEASE, REMEMBER ME // Peabo Bryson & Regina Belle - A Whole New World  tradução: Um Mundo Inteiramente Novo

Deixe um comentário

24 de maio de 2014 · 1:20 AM

Poema Gótico de Negra Noite- Delírios Insanos


Em noites
de claro terror
visto-me de arrepios
e delírios insanos.

(Negra Noite-21/03/2014)

Especial para a Comunidade Dark Side

Publicado também no Recanto das Letras

Delírios insanos - poema gótico

Poema Gótico de Negra Noite- sobre Delírios

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros

Poema Gótico de Negra Noite- sobre a fragilidade


“Não me atemorize.
Sou das frágeis contas do mar…”

(Negra Noite- 21/03/2014)

 

Poema feito especialmente para a comunidade Dark Side no Google+

Maurizio Del Gaizo

Dark Side (g+) comunidade

Deixe um comentário

22 de março de 2014 · 9:37 PM

FRASE DO DIA: SOBRE TENTAR SER FELIZ DE NOVO


G+ ZIRLEIDE

Deixe um comentário

26 de fevereiro de 2014 · 12:58 AM

Versos que não fiz – Milena Medeiros


milena medeiros – “Versos que não Fiz” – imagem do acervo da autora

Deixe um comentário

6 de fevereiro de 2014 · 8:14 AM

Toda ausência


ausência

Cada vez que entro em sua vida

me vejo mais ausente dela.

Isso dói…

10/05/2013- milena poeta- online

Deixe um comentário

11 de maio de 2013 · 3:55 PM

Texto de Milena Medeiros – À espera de um amor


Então me diga se ainda tens amor para me ofertar. Já não sou tão desesperada quando antes, em que eu te procurava por aí, nos arrebaldes de minha solidão, Amor. 

Hoje, mais serena, talvez mais velha, sei que estás próximo, em algum lugar, e eu sento-me ao banco da solidão, empunho meu guarda chuva da esperança e te aguardo um pouco mais… talvez ainda não se demore como os anteriores, as paixões que tive, os desamores que se fizeram no tempo…

Sento-me aqui, em silêncio, não te falarei de mim, escutarei de ti, somente.

Não me verás te sorrir pois o sorriso te guardo para os momentos mais lindos que tivermos…

Não recolherás minhas mãos entre as tuas por simples apego, lhes darei elas em companhia nas tardes chuvosas ou ensolaradas, num terno passeio a dois…

Não me ouvirás falar que te amo assim, de repente, sem te conhecer a profundo…

Te falarei de meu amor pelo meu olhar, somente. Pelos meus lábios a procura dos teus… pela minha paixão refletida em minha pele…

Talvez nem saiba ler esses instantes… mas aguardarei que se aprofundes nestas leituras de alma

(Milena Medeiros – 23/02/2013 – online no WordPress- 16:54h)

 

imagem publicada no google+ por Maurizio Del Gaiso

Aguardando o amor

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Reblogando APENAS SENDO – sobre tristezas e angústias


“Não importa quantas vezes, ou em que circunstância me perguntar, vou sempre responder que estou “bem”: Porque a dor do mal da tristeza é sentida. No brilho dos olhos. No abraço apertado que encontra os corações. Angústias transcritas são pouco entendidas. E as minhas palavras não são alento para serem jogadas ao vento, que por ser frio carregar qualquer dor sem sentir o menor rancor.”

Apenas Sendo-11/02/2013- Google+

apenas sendo - vou dizer que sempre estou bem

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, POESIA

FALANDO SOBRE O AMOR (milena medeiros) // vídeo: Stay with me – SPVELOSO


PARA QUEM ESPERA PROVAS DE AMOR

Não precisa ter provas de nada… o amor é revelado em pequenos detalhes… só quem sabe e ama conseguirá notar esses detalhes…
Lembro-me bem de meu pai dizer-me, já em nossas velhices, que nunca disse a mim que me amava… e eu, com lágrimas de amor lhe disse: ‘PAI, EU SOUBE DE SEU AMOR SEMPRE… TODA A MINHA VIDA ATÉ HOJE… OS DETALHES DE SEU AMOR VIERAM NO MEU PRIMEIRO BALANÇO, NA BONECA DE VESTIDO RODADO QUE GANHEI EM MUITOS NATAIS, NOS CARRINHOS DE ROLIMàQUE FAZIA PARA MIM E MEUS IRMÃOS BRINCAREM, DO PRIMEIRO JEEP DE MADEIRA CONSTRUÍDO POR TI NA COR DO EXÉRCITO BRASILEIRO, DO DIA QUE  SE FEZ PRESENTE NA DIPLOMAÇÃO DE FACULDADE… DOS OLHOS DE AMOR, DE TUAS MÃOS ME DANDO REMÉDIO, DAS TARDES QUE AMBOS QUIETOS ANDÁVAMOS DE BIKE PELA ORLA DA PRAIA. .. PRÁ QUE EU QUERIA ‘OUVIR’ SE TU JÁ ME DIZIAS?…

Para quem precisa de fatos e provas de amor… é quem não sabe o que é o amor… ainda não viveu o amor…(Milena Medeiros-23/02/2013)

5 Comentários

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos

Recomendo – Bryan Adams -HEAVEN – cover / frase de Milena Medeiros- caminhos


A música é um elo Universal, segure-se nessa corda e viajemos por aí…

Feliz 2013

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, vídeo

Poesia de Negra Noite- ‘TÃO TARDE…” /música: WHEN I NEED YOU – tradução legendada



É tarde… tão noite… tão fria esta noite
A noite que não se tem vela acesa
e a penumbra nada mais é que o começo
de uma ponta do dia…
Há silêncio em toda parte
os cães nem ladram mais
não há lobos famintos a nos procurar
não há luar para nos aclarar.
Tão noite e tão vazio
assim como minha alma…
assim…
como minha alma…
(Negra NOite- 18/12/2012-02:29h)

2 Comentários

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos

Recomendo- HOJE A NOITE NÃO TEM LUAR- LEGIÃO URBANA


“Ela passou do meu lado…foi amor, eu lhe falei… você está tão sozinha… ela então sorriu pra mim… Foi assim que a conheci…naquele dia junto ao mar… as ondas vinham beijar a praia, o sol brilhava de tanta emoção…um rosto lindo…como o verão…nos encontramos à noite…passeamos por aí…”

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, vídeo, vídeos

Poesia de Negra Noite- EU NÃO NASCI ONTEM


Deveria ter dito

que nasci de repente…

Não assim, desde antiga data.

Eu nasci completo

e o tempo me fez disperso.

Não sei onde ficaram os cacos

de uma vida a descoberto.

Joguei-me ao mundo

pensando na felicidade

e o momento foi meu inimigo,

fez-me esquecer a dura realidade.

Hoje, não contente, vejo-me velho.

Não de corpo e alma,

velho de sentimentos.

Todos eu os perdi

nesse grande lapso de tempo.

Dou-me por vencido,

envergonhado e disforme.

Não me traduzo em contentamento,

desse sentimento ando confuso,

Na tristeza busco consolação

pra minha alma sem juizo.

Talvez ainda aja tempo

Para amar e ser amado.

Só meu velho coração

ainda deve ter

a necessária condição.

De resto despeço-me

por antecipação.

Aos ventos norte e nordeste

deixo uns pequenos versos,

desvarios de uma mente perversa.

Ao cruzeiro do sul,

à minha estrela-guia,

um sopro de emoção difusa.

Aos meus herdeiros,

se eu os tivesse,

deixo minha lição.

Aos meus pais e irmãos,

parentes sem condições,

digo-lhes: Até Breve,

um dia ainda estaremos juntos!

À você, que viu algo escrito por mim,

que de mim ouviu palavras soltas,

desconexas talvez,

deixo o meu alento.

Foi-me proveitoso

as horas em que conversamos.

No mais, nada mais posso deixar.

Tudo em mim agora já passou.

Espero as horas que nunca serão dias

e dias que nunca  serão meses…

Deixo somente

minha breve existência e,

talvez,

uma eterna lembrança,

um “Adeus”, um “Tchau”

um “Até logo”…

(Negra Noite- 07/12/2012- 08:15h -13:23h- especialmente para ti, JJ

O pão sem a manteiga

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, Música, milena medeiros, POESIA, vídeo, vídeos

Mensagem de Milena Medeiros – TANQUE CHEIO


Se tu já amaste não jogue tua história ao lixo.

Guarde-a junto ao teu coração

Só assim saberei se teu tanque está cheio!

(Milena Medeiros-07/12/2012- 08:09 horas)

Caio F Abreu

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA

Poesia de Milena Medeiros – A OUTRA


Eu sei
que um passado
tens
e tens de teu passado
más e boas lembranças
Sei que vives angustiado
e não entendes 
esse teu coração…
 
O passado é um presente
que nos destina um futuro
Se agora te lembras dele triste
Aguarda terminar toda a história.
 
Você a amou…
é isso…
Não te imponhas
magoar-te mais ainda
Relevando um romance
que te fez inteiro
O amor, mesmo quando
extinto está
nos completa de certa maneira
e nos faz nos complementar
 
Desta forma
deixe-a
livre ao mundo
sem ódios,
sem nada…
por que senão
apagar-se-ão
toda a tua vida
e eu nela não estarei!
 
Milena Medeiros -07/12/2012-06:47h
 
(especial a ti, meu desejo)
 

Se tu já amaste não jogue tua história ao lixo. Guarde-a junto ao teu coração! Só assim saberei se teu tanque está cheio

 

Deixe um comentário

Arquivado em eu sou assim, JEITO FEMININO, milena medeiros, POESIA, saudade e lembranças no orkut