Georges Moustaki – Ma Liberté

Ma liberté – Georges Moustaki

Minha Liberdade

Por muito tempo eu lhe guardei
Como uma pérola rara
Minha Liberdade
Foi você que me ajudou
A soltar as amarras
Para ir não importa onde
Para ir até o fim
Dos caminhos da fortuna
Para, sonhando, colher
Uma rosa dos ventos
Sobre um raio de lua
Minha liberdade
Diante das vontades
Minha alma estava submissa
Minha liberdade
Eu lhe daria tudo
Minha última camisa
E quanto eu sofri
Para poder satisfazer
Todas as suas exigências
Eu mudei de país
Eu perdi meus amigos
Para ganhar sua confiança
Minha liberdade
Você soube desarmar
Todos os meu hábitos
Minha liberdade
Você que me fez amar
Mesmo a solidão
Você que me fez sorrir
Quando eu via acabar
Uma bela aventura
Você que me protegeu
Quando eu ia me esconder
Para cuidar das feridas
Minha liberdade
No entanto eu lhe deixei
Uma noite de dezembro
Eu abandonei
Os caminhos distantes
Que seguíamos juntos
Quando sem desconfiar
Os pés e punhos atados
Eu me deixei fazer
E eu lhe traí por
Uma prisão de amor
E sua bela guardiã.

Ma liberté

Longtemps je t’ai gardée

Comme une perle rare

Ma liberté

C’est toi qui m’as aidé

A larguer les amarres

Pour aller n’importe où

Pour aller jusqu’au bout

Des chemins de fortune

Pour cueillir en rêvant

Une rose des vents

Sur un rayon de lune

Ma liberté

Devant tes volontés

Mon âme était soumise

Ma liberté

Je t’avais tout donné

Ma dernière chemise

Et combien j’ai souffert

Pour pouvoir satisfaire

Toutes tes exigences (ou: Tes moindres exigences)

J’ai changé de pays

J’ai perdu mes amis

Pour gagner ta confiance

Ma liberté

Tu as su désarmer

Toutes mes habitudes

Ma liberté

Toi qui m’a fait aimer

Même la solitude

Toi qui m’as fait sourire

Quand je voyais finir

Une belle aventure

Toi qui m’as protégé

Quand j’allais me cacher

Pour soigner mes blessures

Ma liberté

Pourtant je t’ai quittée

Une nuit de décembre

J’ai déserté

Les chemins écartés

Que nous suivions ensemble

Lorsque sans me méfier

Les pieds et poings liés

Je me suis laissé faire

Et je t’ai trahi pour

Une prison d’amour

Et sa belle geôlière 

Deixe um comentário

Arquivado em JEITO FEMININO

Agradeço ter visitado o blog e comentado. Logo responderei. (Milena)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s